PONTUAL_NOTÍCIAS
Logo Goiás
1
344-x-213px-3
3
LOGO
SE-001-21-WEBBANNER-344x213
1
344x213
929x176.gif
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
WhatsApp Image 2021-02-22 at 11.02.59.jp
Buscar
  • TV PONTUAL

Com reajuste, deputados goianos voltam a receber auxílio-moradia



Determinação foi feita pelo presidente da Assembleia, Helder Valin (PSDB). Benefício, que havia sido cortado em fevereiro, será pago com retroativo.

Após sete meses, a Assembleia Legislativa de Goiás volta a pagar verba de auxílio-moradia aos deputados. O benefício havia sido cortado em fevereiro deste ano pelo presidente da Casa, Helder Valin (PSDB). Porém, o mesmo parlamentar definiu a retomada do pagamento - agora com reajuste - já para o mês de outubro.

A despesa deve custar anualmente aos cofres públicos, cerca de R$ 1,4 milhões. Quando o auxílio foi extinto, cada deputado recebia uma quantia de R$ 2,2 mil mensais. A partir de agora, como a verba será paga de forma retroativa, os parlamentares terão direito a um valor de R$ 2,8 mil para custear despesas de moradia.

Como o recebimento é opcional, nove dos 41 deputados abriram mão do valor. São eles: Bruno Peixoto (PMDB), Daniel Vilela (PMDB), Elias Júnior (PMN), Fábio Sousa (PSDB), Symeyzon Silveira (PSC), Humberto Aidar (PT), Mauro Rubem (PT), Samuel Belchior (PMDB), além de Helder Valin.

Segundo a assessoria de imprensa da Assembleia, a tendência é que todos os parlamentares que residem em Goiânia recusem o benefício.

Deputados começam a receber benefício já em outubro (Foto: Mantovani Fernandes/O Popular)