• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Tecnoshow movimenta R$ 1,7 bilhão em negociações, em Rio Verde


Evento encerrou nesta sexta-feira (7) após reunir cerca de 102 mil visitantes, superando expectativas da organização.

Tecnoshow proporciona R$ 1,7 bilhão em negociações, em Rio Verde

A Tecnoshow Comigo 2017 se encerrou, nesta sexta-feira (7), em Rio Verde, no sudoeste de Goiás. Segundo a organização da feira, mais de R$ 1,7 bilhão em negócios foram movimentados durante os cinco dias do evento e cerca de 102 mil pessoas passaram pelo local.

O presidente da Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (Comigo), Antonio Chavaglia, afirmou que o evento mostrou que, apesar das dificuldades enfrentadas pelo setor, agropecuaristas estão investindo.

“Está começando a surgir uma luz no final do túnel. Vai ser gradativo, mas produtores entendem que têm que aumentar a produtividade com uso da tecnologia, têm que produzir mais. Estão investindo na parte de cultivo de novas variedades de milho, soja e algodão resistentes a algumas doenças”, afirmou ao G1.

O presidente da Comigo relatou ainda que as vendas foram registradas em diversos setores do agronegócio. Segundo ele, as principais negociações foram de insumos, máquinas, gado e veículos leves e pesados.

“O resultado nos surpreendeu de forma positiva. Tudo estava retraído, mas conseguiram se recuperar”, pontuou.

Ainda conforme Chavaglia, o público também foi maior do que o esperado. Ele destaca que, além de diversos produtores locais e nacionais, também estiveram presentes comitivas de outros países, que compareceram à Tecnoshow para conhecer as novidades apresentadas durante o evento.

“Vieram produtores da China, da Coreia, Japão, Uganda, Alemanha e Holanda. Já lançamos também a feira do ano que vem, que deve acontecer entre 9 e 13 de abril de 2018. Novas tecnologias que surgirem esse ano devem fazer parte do próximo evento”, pontuou.

Continua após a publicidade


Vídeo produzido pela TV Pntual & Pontual Negócios

----------------------------------------------------------------


Tecnoshow 2017 encerra após receber 102 mil pessoas (Foto: Vanessa Martins/G1)

Expositores

O gerente de vendas de uma empresa de máquinas agícolas João Roberto Nascimento Filho avaliou que as negociações durante a Tecnoshow, já no terceiro dia de feira, superaram as expetativas. Ele afirma que o cenário melhorou desde o último evento, em 2016.

“Vemos muita procura pelos produtos. Temos metas diárias de vendas e estamos superando o que prevemos. Houve um crescimento significativo em comparação com o ano passado em número de vendas e de movimento”, avaliou.

Já o gerente comercial de uma empresa de genética de grãos Pedro Mena relata que sente que o mercado está em queda e houve número baixo de negociações durante a feira. Ele explica que a produção de grãos foi alta, o que ocasionou baixa no preço dos produtos do mercado e afetou o poder de compra dos produtores.

“A feira tem uma boa presença, porém foram poucas negociações, porque o produtor sofreu com a redução dos preços do seu produto. Os clientes ficaram com menos poder de compra, mas preços dos insumos não caíram, então as vendas foram mais lentas este ano”, avaliou.

Coordenador de vendas de outra empresa de máquinas agrícolas, Sidnei Souza avaliou que as negociações durante o evento foram acima do esperado. Ele relata que o estande ficou bastante movimentado durante a feira.

“Veio uma safra muito boa, pessoal colheu bem, tem chovido muito. Existe crédito disponivel no mercado, então na há falta de dinheiro no mercado, e as taxas de juros estão atrativas. Houve muita prospecção, devemos superar vendas do ano passado”, afirmou.

Visitantes

O produtor de leite e milho Waldney Pereira Dutra viajou de Gameleiras de Goiás até Rio Verde para ver as novidades em máquinas agrícolas. Ele conta que negociou um guincho para erguer adubo que terá várias utilidades na fazenda.

“Consegui um preço mais barato do que os que vi nas representantes. Vimos muitas novidades, coisas que não tem na minha região, como a máquina de ordenha, sem falar nas palestras interessantes para o ramo. Gostaria de ter ficado mais dias para aproveitar mais”, revelou.


Gilberto Mendes e Domingos Júnior participaram da Tecnoshow (Foto: Vanessa Martins/G1)

O empresário Gilberto Mendes, que é dono de uma loja de insumos agrícolas em Anicuns, contou que levou 40 produtores da região para a Tecnoshow e que a maioria conseguiu fechar negócios.

“Todo ano levo grupo de produtores rurais e este foi o melhor ano, com maior numero de negociações. Pessoal comprou trator, cocho, bebdouro, frete, encilhadeira. Além disso, muitos negócios ficaram agendados para serem fechados depois da feira”, contou.

Mendes pontua que faz questão de mostrar as novidades da feira para os clientes para que eles tenham maior rentabilidade. Segundo ele, a variedade de produtos disponíveis e possibilidades de negociação do evento não existem na região que ele vive.

“Notamos que grande parte dos fornecedores têm preço especial para a feira. Chega a ser de 7% a 10% mais barato comprar aqui. O cliente sente que o mercado está melhorando. Em Anicuns temos uma das melhores terras de Goiás, mas a produtividade do município ainda é pequena. Pensei que tinha que levar esse pessoal onde esteja presente tecnologia. Só melhora a produtividade se juntar com tecnologia”, avaliou.

Um dos fazendeiros que foram à feira com Mendes foi Domingos Valadão Júnior, que é produtor de gado, soja e milho. Ele conta que conseguiu fechar a compra de maquinários para sua propriedade.

“Aqui recebemos várias propostas, todas as informações são acessíveis, é mais prático negociar na feira, porque temos acessos a várias empresas no mesmo espaço, então temos maior poder de negociação”, afirmou.