• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
1.jpeg
Buscar
  • TV PONTUAL

Maquiagem do dia-a-dia para as mais experientes



Tenho recebido muitos pedidos de mulheres que se sentem excluídas dos blogs e vídeos tutoriais de maquiagem, que não contemplam as de mais de 30 anos. Vemos várias jovens mostrando dicas que só funcionam para a balada. Então, decidi mostrar um pouco do que nós, que estamos numa faixa etária superior, mas temos muitas vezes atribuições que exigem que estejamos bem maquiadas e produzidas, podemos fazer para usar a maquiagem do dia-a-dia a nosso favor. A maquiagem bem-feita é uma aliada. Malfeita, derruba. Principalmente se você, como eu, deixa os cabelos brancos naturais, precisa usar essa aliada para não parecer desleixada. O ideal é que você reserve ao menos 45 minutos para fazer uma boa maquiagem que vai trazer frescor e aparência saudável, mesmo sem aparecer tanto. Comece arrumando o cabelo, que você pode deixar com bobs durante o tempo da maquiagem.

A pele

Primeiro passo, muito importante: a preparação da pele. Nós temos um pouco mais de flacidez, o que dificulta na hora de usar uma base muito grossa ou muito fina. A primeira vai “craquelar”, como dizem os maquiadores: fica quebradiça e acaba ressecando, o que evidencia as rugas e marcas de expressão. A segunda opção, muito fina, não consegue cobrir as marcas que gostaríamos de esconder, como manchas e vasinhos.

Aliado a tudo isso, nós precisamos ainda da proteção da pele contra a luz solar e artificial e também usar produtos dermatológicos. Então, vou dar a primeira dica, que uso para o dia-a-dia: faço uma misturinha de protetor solar colorido (da cor da sua pele) com o BB cream, aquela base multifunção que se vende em farmácias. Coloco também nessa mistura as gotas de ácido que a dermatologista mandou usar. Assim, em uma etapa, consigo a proteção, o tratamento e a boa cobertura da pele. Como o BB cream também tem funções hidratantes, não fica ressecado. Passe essa mistura sobre rosto e pescoço.


Os olhos

Cuidado com os produtos para “corrigir olheiras”. Muitos deixam aquele disco branco sob os olhos, cremoso e grosseiro. Se você quiser usá-los, é melhor numa primeira etapa, debaixo da base. Em seguida, dou uma pincelada de pó translúcido, para tirar o brilho. Pouco, pois os produtos já são normalmente com acabamento seco. Pele pronta, passo à maquiagem dos olhos. O que posso dizer com relação ao uso diário é que, se você tiver pouquíssimo tempo e precisar escolher, use no mínimo a base sobre a pele, rímel e batom. Isso pode ser usado na academia, para caminhar, para um compromisso extremamente informal, portanto.


Eu uso um fixador de sombra em creme que dá um fundo bonito para a pálpebra e realmente funciona, para que a sombra não seja absorvida pela pele durante o dia. Lembrando que eu costumo me maquiar para passar o dia inteiro gravando, sob sol ou chuva.


Sobre esse creme colorido nas pálpebras, escolha dois tons de sombra que combinem entre si, um mais claro e outro mais escuro. Passe o mais claro sobre o “gordinho” do olho. O mais escuro você pode colocar com um pincel fazendo uma meia-lua, ou arco, no chamado “côncavo”, a curva sobre o globo ocular. Esfumace (espalhe fazendo movimentos em arco com o pincel macio).


Limpe o canto com uma esponja de pó, para que a maquiagem não extrapole para os lados do seu olho. Vamos agora escolher o que você mais gosta: delineador ou lápis de olho. Para as mais ousadas (como eu) o delineador é a melhor pedida. O que muda é o desenho do traço, fino ou grosso, mais longo ou terminando nos limites dos cílios, a la Cleópatra ou mais discretinho. Pense em como você se sente bem. Um alerta: delineador mal traçado é um horror. Treine bastante e seja muito crítica. Uma boa compra é aquele espelho de aumento com iluminação, para ajudar a fazer o traço e a conferir depois (com os óculos de perto…).

Delineador

Para delinear, eu prefiro começar pelo canto externo. Defina se você vai ser discreta ou não e comece a traçar pela ponta em direção ao meio do olho, seguindo uma tangente ao ponto mais alto da curva. Assim você levanta o olhar.


Quando chegar ao ponto mais alto da tangente (o alto da curva dos cílios), pare. Faça o outro olho igualzinho, de fora para dentro. Ficou igual? Agora, cuidadosamente, retome o traço de onde ele parou, na direção do canto interno do olho, o mais fino que você conseguir. O canto interno deve ser apenas insinuado, enquanto o externo é demarcado.

Se não ficar legal, embeba um cotonete no removedor de maquiagem e corrija. Cuidado para não molhar muito e não borrar. Recoloque o pó no local corrigido. Espere secar antes de aplicar o rímel.

Lápis de olho

Se você fez a opção do lápis de olho, não tente a Cleópatra. O lápis de olho não tem normalmente a mesma precisão do traço, mas fica muito bom para dar um destaque nos cantinhos externos e até para ser esfumado depois e incorporado à sombra. É mais seguro para quem está iniciando. Faça o traço mais fino que você conseguir. Se você é do tipo discreto, use marrom. Aí o rímel também pode ser marrom (ideal para louras de pele clara). Cuidado com os lápis muito moles, principalmente em dias quentes. Derretem e escorrem para a parte de baixo do olho, formando uma pasta que só sai com demaquilante. Eu gosto de usar só na parte de cima do olho. Para quem gosta de maquiar a linha inferior do olho, o risco é grande. Use um com boa fixação.





Blush

Eu gosto do pó bronzeador, mais do que de blush colorido. É menos arriscado usar os tons de marrom, para que você não pareça uma vovozinha de “rouge”. Espalhe o blush nas maçãs, nas têmporas, um pouquinho no nariz (pra parecer bronzeada) e por fim no meio do queixo. Se ficar algo marcado, dê uma outra pincelada de pó para uniformizar. Assim você terá ar saudável e não bochechas rosinhas.



The end: o batom

O batom deve ser compatível com os olhos, no sentido de não pesar. A velha regra de batons discretos com olhos carregados é segura, mas tem gente que não se importa de usar batons e olhos poderosos. Eu acho que pesa, mas respeito as adoradoras de batom vermelho (em muitas, fica bom mesmo).

Meu truque: passe um pouco de batom e depois faça o contorno com um lápis de boca da cor do batom (ele desliza melhor do que se você tentar fazer o contorno com a boca seca). Não extrapole o limite dos lábios. Há risco de borrar e ficar feio. Desenhe com cuidado e com o lápis bem apontado. Depois preencha todo o interno com o batom. Retire o excesso do meio com o dedo indicador ou apertando os lábios sobre um lenço de papel, para não sujar os dentes de batom. Tudo, tudo tudo, passo a passo, em TEMPO REAL (você vai ver como é rápido!) está aqui neste vídeo:



Pronta? Solte o cabelo, confira no espelho… e arrase! Conte comigo sempre!