• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
1.jpeg
Buscar
  • TV PONTUAL

Cerco aos Vilela no PMDB


Parlamentares atuam para trocar Maguito e Daniel por Caiado na disputa pelo governo


Maguito Vilela e Daniel Vilela: pai e filho são combatidos na sigla(Foto:ARQUIVO DM)

Irritado com a iniciativa de Adib Elias e Ernesto Roller em buscar aproximação com o senador Ronaldo Caiado, do DEM, o deputado federal e presidente estadual do PMDB, Daniel Vilela, afirmou que os prefeitos de Catalão e de Formosa não são porta-vozes dos prefeitos do partido, em entrevista ao jornal O Popular. “Vou reunir os prefeitos assim que voltar ao trabalho para que todos deliberem sobre essa questão em conjunto”.

O pré-candidato a governador admite ter o apoio da “maioria absoluta” dos 42 prefeitos do PMDB. “Estamos atuando pelo fortalecimento do partido, pois esse é o desejo dos prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e do conjunto das lideranças peemedebistas nos 246 municípios goianos”.

Daniel Vilela é de opinião que o PMDB vai se fortalecer e, no momento próprio, escolher o seu candidato. “O partido não vai deixar que o governo estadual (estadual) escolha seu adversário”, disse o dirigente peemedebista, apontando que as divisões internas seriam provocadas por aliados do Palácio das Esmeraldas.

O parlamentar disse que o PMDB não pretende realizar encontros conjuntos com os possíveis partidos aliados de 2018, como o DEM. Para ele, cada legenda oposicionista deve adotar ações que visam o fortalecimento de cada uma e que, somente em agosto do ano que vem, as convenções vão deliberar sobre alianças, coligações e escolha de candidatos aos cargos majoritários – governador, vice e dois senadores.