• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
1.jpeg
Buscar
  • TV PONTUAL

Áreas para o novo Daia de Anápolis estarão disponíveis no primeiro semestre de 2018


Alguns trâmites burocráticos ainda são necessários para a utilização da área de 13 alqueires, desapropriada e escriturada pelo governo do Estado ao município


O vice-governador Zé Eliton durante reunião ordinária da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) para discutir a implantação da segunda etapa do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia 2) | Foto: Jota Eurípedes

O vice-governador Zé Eliton (PSDB) informou, durante reunião ordinária da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) nesta quinta-feira (21/9), que a área de 13 alqueires desapropriada e escriturada pelo governo de Goiás para a implantação da segunda etapa do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia 2) deve ser repassada ao município até o primeiro semestre de 2018.

A parceria visa dar maior agilidade às obras de infraestrutura e assegurar a disponibilização das áreas aos interessados o mais rápido possível. “O prefeito está ultimando os estudos para licitar a infraestrutura e, com isso, deveremos estar com as áreas disponíveis já no primeiro semestre de 2018 para atrair novas empresas”, afirma o vice-governador.

“Estamos esperando apenas a formalização burocrática dessa questão para dar encaminhamento”, disse Zé Eliton. “Naturalmente, as procuradorias do estado e do município estão procurando o modelo jurídico para ultimar essa deliberação que foi uma decisão política tomada e acordada entre o prefeito e o governador”, destaca.

Um dos principais questionamentos feitos pelos diretores da Acia foi em relação à transferência da área do que chamam de Daia 2 para o município de Anápolis. “Queremos saber se isso facilita, se dá mais rapidez ao processo de expansão”, perguntou o empresário Baltazar José dos Santos. “Houve o entendimento firmado entre o prefeito Roberto Naves e o governador Marconi Perillo no sentido de que o encaminhamento mais adequado para a questão fosse a transferência da área para o município”, disse.

Na mesma reunião, o secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), Francisco Pontes, diretor da Acia para assuntos do Daia, entregou ao prefeito Roberto Naves o pedido de documentos e a concordância da SED para a transferência da área, com cópia à Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan).

O prefeito Roberto Naves informou que, no momento em que a documentação estiver pronta, e até mesmo antes, a Prefeitura encomendará estudo topográfico da área para que, a partir do esboço do governo do estado, possa ser feito o projeto estrutural, as cotações e o procedimento para licitar a infraestrutura. Nesta fase, os investimentos são de até R$ 6 milhões. “Eu acredito que até janeiro, no máximo em fevereiro, serão iniciados os trabalhos de infraestrutura e, por volta de março, abril, já vai ter área para receber novos empresários”, destacou.