PONTUAL_NOTÍCIAS
LOGO_MARCA_GOIÁS_1
1
3
LOGO
1
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Polícia prende 10 pessoas em operação contra o tráfico de drogas na Grande Goiânia


Segundo a polícia, crimes eram chefiados de dentro da prisão e grupos, que em alguns casos, agiam em família, chegavam a fornecer drogas uns para os outros


Polícia Civil realiza operação contra o tráfico de drogas em Goiânia

Polícia Civil prendeu 10 pessoas nesta sexta-feira (6) durante uma operação para combater o tráfico de drogas na Grande Goiânia. Elas são suspeitas de integrar quatro associações diferentes, sendo quem em alguns casos, os grupos agiam em família. Dois dos líderes já estavam detidos e comandavam suas facções de dentro de presídios. Uma pessoa ainda esta foragida.

(Correção: O G1 errou ao informar, com base em informações da Polícia Civil, que doze pessoas tinham sido presas. Na verdade, foram dez detidos e dois dos envolvidos já estavam na cadeia. O erro foi corrigido às 9h55).

Os mandados de prisão foram cumpridos em Goiânia, Aparecida de Goiânia e Senador Canedo. Segundo a polícia, a operação começou no início de setembro e apreendeu 100 kg de pasta base de cocaína, 120 kg de maconha, 180 kg de insumos, além de armas e munições diversas.

Além dos mandados cumpridos nesta manhã, 15 pessoas foram presas no total. A polícia também já havia estourado dois laboratórios para refino da droga usados pelos grupos.

"Os grupos eram independente apesar de, eventualmente, agirem entre si. Isso graças a um dos presos que integrava um grupo e conhecia membros dos outros. Quando faltava drogas para uma organização, eles emprestavam e o comércio nunca parava", disse o delegado Vinícius Teles.

Os presos agiam nos seguintes locais:

  • Jardim Novo Mundo, Goiânia - 2 presos

  • Village Santa Rita, Goiânia - 3 presos

  • Senador Canedo, Região Metropolitana - 4 presos

  • Goianira - Região Metropolitana - 1 preso

Os líderes dos grupos que agiam em Goianira e Senador Canedo, conforme as investigações, comandavam o tráfico de dentro de presídios. O primeiro da Penitenciária Odenir Guimarães (POG), em Aparecida de Goiânia, e o segundo no Presídio de Senador Canedo.

Em nota enviada ao G1, assessoria de imprensa da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) informou que "não foram cumpridos mandados de prisão contra os suspeitos nas respectivas unidades prisionais".

Destacou ainda que "não ter conhecimento das investigações realizadas pela Polícia Civil e que não foi comunicada, até a presente data, sobre o envolvimento dos presos com os casos citados".

Em família

De acordo com a polícia, chama atenção que alguns grupos agiam com integrantes da mesma família. Na associação do Village Santa Rita, por exemplo, pai e filho trabalhavam juntos.

Já em Senador Canedo, essa situação era ainda mais presente. Lá, o líder, que está preso, coordenava as ações com auxilio da esposa e da irmã.


Polícia prende suspeitos de tráfico de droga durante operação em Goiânia (Foto: Sílvio Túlio/G1)