• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Proprietário de tabacaria é detido pela PM após adolescentes serem flagrados fumando narguilé em Rio



08/11/2017

A Polícia Militar de Rio Verde vem recebendo constantemente denúncias de menores usando narguilé, e ontem após receber mais uma denúncia, encaminhou vários menores e também o proprietário de um estabelecimento comercial para Delegacia de Polícia.

Na madrugada desta quarta feira, dia 08, por volta de 01h38min, os Sargentos Ronaldo, Alan, Eterno e Eurípedes juntamente com os Soldados Rabelo e Rodrigo estiveram em uma tabacaria localizada na Rua Rafael Nascimento, no local foi realizada abordagens aos frequentadores do estabelecimento.

De acordo com a ocorrência Policial cerca de 30 pessoas estavam no local fazendo o uso do narguilé, cigarros e bebidas alcoólicas.

Entre os abordados foram localizados seis menores que faziam o uso do narguilé, os jovens com idades entre 16 e 17 anos foram conduzidos para Delegacia.

O proprietário do estabelecimento também foi conduzido e autuado no artigo 243 do Estatuto da Criança e Adolescente, Vender, fornecer, servir, ministrar ou entregar, ainda que gratuitamente, de qualquer forma, a criança ou a adolescente, bebida alcoólica ou, sem justa causa, outros produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica, a pena detenção de dois (dois) a quatro (quatro) anos, e multa.

De acordo com um relatório publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2005, é verdade que a água filtra um pouco da nicotina. Mas a fumaça continua carregando uma dose da substância suficiente para viciar os apreciadores do narguilé.

E os outros venenos da queima do fumo – monóxido de carbono e metais pesados, por exemplo – continuam intactos e podem fazer até mais mal.

Como uma sessão de narguilé dura de 20 minutos a uma hora, um fumante chega a engolir até 50 litros de fumaça, a mesma quantidade inalada ao se fumar 100 cigarros.

Embora a OMS reconheça que ainda faltam mais estudos sobre o assunto, a entidade já afirma com segurança que quem usa o narguilé está sujeito às mesmas doenças de um fumante convencional: infarto, problemas pulmonares, cânceres e disfunção erétil.

Os chamados fumantes passivos – aqueles que inalam “por tabela” a fumaça dos consumidores – também correm mais riscos.

Isso porque a fumaça do narguilé carrega, além de nicotina e cia., algumas partículas que sobram da queima do carvão usado para aquecer o fumo.