• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Dep. Federal José Nelto se reúne em Brasília com o Ministro da Infraestrutura e das Minas e Energia



Goiás deve receber mais de R$5 bilhões em investimentos de infraestrutura

O ministro de infraestrutura Tarcísio Gomes reuniu o líder do Podemos, José Nelto e a bancada goiana no Ministério nesta terça-feira (19) para pedir apoio aos parlamentares nas concessões dos próximos dias. Como o leilão da Ferrovia Norte-Sul marcado para o dia 28 de fevereiro na Bolsa de Valores de São Paulo e que está avaliado em R$2.8 bilhões. Além disso serão privatizados 12 aeroportos entre eles o da capital do estado, Goiânia.

O líder José Nelto ainda solicitou para que o ministro lembrasse da duplicação da BR 153, conhecida como Belém-Brasília, a quarta maior rodovia do Brasil com 4.355 quilômetros de extensão. A estratégia é usar as concessões como agenda positiva. Antes de reunir a bancada o porta-voz do Governo Otávio Rego Barros anunciou as concessões no mesmo pronunciamento em que comunicou a demissão de Gustavo Bebianno do cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência, depois de supostas irregularidades eleitorais do PSL - partido do presidente - ocorridas na época em que ele presidia o partido.

O setor produtivo teme que o leilão da Norte-Sul concentre os interesses das próprias concessionárias. As empresas que já dominam os trilhos brasileiros são apontadas como as principais interessadas no leilão de março e com vantagens por já atuarem no sistema e terem acesso a portos por meio das concessões atuais. O que poderia inibir a participação de concorrentes internacionais, pois a Norte-Sul não tem ligação com portos, o que precisará ser negociado para que a viagem prossiga.

Sem “trem pequi” Ministro da Infraestrutura diz que “não terá ferrovia entre Goiânia e Brasília”. segundo ele não há demanda nem viabilidade financeira para o projeto.

Ministro de Minas e Energia garantiu que vai tomar medidas para garantir normalização da energia no estado

O líder do Podemos, José Nelto, mobilizou a bancada goiana para ir ao Ministério de MInas e Energia cobrar uma ação efetiva contra a italiana Enel que comprou a antiga Companhia Energética de Goiás. Segundo o congressista, após a privatização diversos problemas são relatados em todo o Estado: bairros sem energia por mais de três dias, além do aumento das tarifas de forma desproporcional. No Município de Ipameri, por exemplo, produtores rurais estão comprando geradores após terem perdido mais de quatro mil litros de leite depois de ficarem 72 horas sem energia.

O deputado entregou oficialmente milhares de reclamações feitas por clientes por meio do facebook e instagram. O Ministro Bento Costa Lima se comprometeu a tomar todas as medidas possíveis para resolver a situação.