• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

(Veja vídeo) Em reunião do Governador Caiado com a diretoria da ENEL, a Concessionária apresentou u


"A situação que eu encontrei na distribuição de energia elétrica em Goiás é inadmissível.

E a Enel não foi incomodada pelo governo desde a privatização."

O governador Ronaldo Caiado recebeu esta manhã a direção nacional da Enel para apresentação do plano emergencial da empresa para Goiás. O presidente da Enel para o Brasil, o italiano Nicola Cotugno, garantiu ao governador que vai se esforçar para resolver a situação de distribuição de energia em Goiás.

Foram apresentadas seis linhas de ação, incluindo o aumento das equipes de resposta e da instalação de tecnologia de automação (telecontrole) em 50%. O governador lembrou as graves dificuldades enfrentadas pelo setor produtivo do Estado e pela população com as deficiências no serviços de distribuição e pediu uma reunião de trabalho entre a equipe técnica da Enel e a equipe do Secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Adriano da Rocha Lima, que acontecerá ainda hoje às 14 horas. O objetivo é que o governo tenha clareza quanto aos detalhes técnicos do plano de emergência e possa avaliar se as ações propostas de fato conseguirão dar resposta suficiente ao atual cenário de estrangulamento da atividade econômica em Goiás.

“Aprendi com meu velho professor de Cirurgia, Nova Monteiro, que operar no papel é muito fácil. Não sangra e não contamina. Operar de verdade é outra coisa. O que Goiás precisa é ver as soluções acontecendo objetivamente, e no menor prazo possível. Não podemos admitir que o crescimento econômico de Goiás seja comprometido por esses gargalos de distribuição de energia elétrica. Vamos acompanhar atentamente”, concluiu o governador.

"Eu não vou permitir que o crescimento econômico do nosso estado seja comprometido. Chamei essa briga pra mim. Tomei satisfações com a Enel, fui ao Ministro Paulo Guedes, trouxe a Aneel a Goiás. Fico satisfeito de ver que enfim a Enel está mudando de postura. Hoje me apresentaram um plano de emergência para começar a resolver as coisas. Continuarei vigilante."

Goiás agora tem governo.#SomosTodosGoiás