• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Abraço dos Afogados: MDB expulsa prefeitos e se aproxima do PSDB de Marconi Perillo


Depois de promover uma caça às bruxas, expulsando os prefeitos de Rio Verde, Turvânia e Catalão, direção estadual da legenda abre negociações com PSDB de olho em 2020


A missão de Daniel e Maguito Vilela de apequenar MDB parece estar dando certo. Afinal, em uma única tacada, a legenda perdeu a referência em quatro regiões do Estado, expulsando três prefeitos com mandato em exercício e forçando a saída do Secretário de Governo Ernesto Roller.

Além disto, o presidente da legenda em Goás, Daniel Vilela, abriu fogo contra o único senador do partido em Goiás. Luiz Carlos Carmo não usou de sua prerrogativa de senador para promover o embate com o diretório estadual, mas ao contrário: reuniu o apoio de outros 11 colegas senadores. Um bloco com as 12 assinaturas dos senadores do MDB do Brasil todo pediam que Vilela refluísse da ideia de fazer sua vingança pessoal acontecer.

Mas ao que tudo indica o interesse do ex-deputado é mesmo dar birra e ele promoveu a expulsão que, agora, poderá ser revista pela direção nacional da legenda. Seria o primeiro passo para a desmoralização.

Mas o pior do MDB não está nem mesmo nos processos de expulsão, mas sim, no pós-expulsão. O próximo passo do MDB é abrir negociações com o PSDB de Marconi Perillo e criar chapas em Goiânia e Aparecida. O início das conversas formais acontece logo após a eleição do novo presidente da legenda tucana. Aí é só seguir no caminho que ambos estão indo: ladeira abaixo.