PONTUAL_NOTÍCIAS
LOGO_MARCA_GOIÁS_1
1
3
LOGO
1
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Documentários Ama-San e Alaska estreiam nesta quinta-feira no Cine Cultura em Goiânia



A produção goiana Alaska (imagem acima), do diretor Pedro Novaes, filmado na região de Alto Paraíso e Chapada dos Veadeiros, é um dos destaques de estreia desta quinta-feira, 4 de abril, no Cine Cultura. Também entra em cartaz na programação da sala o documentário Ama-San, de Cláudia Varejão. Ainda na grade de roteiros do cinema continuam em exibição os longas-metragens Diários de Classe, dos diretores Maria Carolina da Silva e Igor Souza, e Fevereiros, de Marcio Debellian.

Viabilizado com recursos do Fundo de Arte e Cultura e da Lei Goyazes programas de fomento do governo de Goiás, gerenciados pela Secretaria de Cultura, o filme Alaskaestá em cartaz em 20 cinemas de 19 cidades espalhadas pelo Brasil, e agora chega à tela do Cine Cultura. Com roteiro de Novaes e Jarleo Brabosa.

A trama conta a história de Ana (Bella Carrijo) e Fernando (Rafael Sieg) que, anos após se separarem, decidem visitar mais uma vez a Chapada, cenário de uma intensa história de amor entre os dois. A viagem é uma segunda chance para essa paixão. Mas o tempo passou e eles talvez não sejam mais os mesmos. Antônio Zayek, José Ronaldo Loth Machado e Ananias Derval da Rocha Ferreira completam o elenco.

Novaes, que começou sua carreira no gênero documentário, conta que trouxe para a ficção histórias vividas por personagens reais, ali mesmo na Chapada, que, segundo o diretor, esse aproveitamento de histórias verídicas tem sido uma tendência.

Pedro Novaes frisa que a produção, gravação e a distribuição da obra contam com recursos de leis de incentivo à cultura. Ao todo, do Fundo de Arte e Cultura (FAC) e da Lei Goyazes disponibilizaram mais de R$ 500 mil. “Esses mecanismos foram fundamentais não apenas para o filme, mas são para toda a produção audiovisual do Estado, hoje. A gente não teria conseguido realizar o filme sem esse suporte”, afirmou Novaes.

Já no documentário Ama-San, a diretora Claudia Varejão, mostra o dilema de mulheres que trabalham arriscando as suas próprias vidas. Elas mergulham enquanto a luz do meio-dia se infiltra pelos mares do Japão. Ao encher os pulmões de ar, elas se aventuram no fundo do mar em busca de ostras, algas e pérolas. Uma tarefa que acontece no Japão há mais de 2000 anos.

Ainda em exibição

Diários de Classe - O filme discute a educação de mulheres inviabilizadas pelo sistema. A trama acompanha o dia a dia de uma jovem trans, uma mãe encarcerada e uma empregada doméstica, estudantes de centros de alfabetização para adultos em Salvador. Embora trilhem caminhos distintos, suas trajetórias coincidem nos preconceitos e injustiças sofridos cotidianamente. O documentário em estilo direto aposta no recorte espacial da sala de aula a fim de se aprofundar no dia a dia dessas personagens, revelando suas tentativas diárias de contornar o apagamento sistemático de suas existências.

Fevereiros - A partir do vitorioso carnaval de 2016, da Mangueira em homenagem a Maria Bethânia, o filme percorre uma viagem entre Rio e Bahia, acompanhando a cantora no universo familiar, festivo e religioso que inspirou o enredo. O documentário tem como personagem central um ícone da musica brasileira, Maria Betânia, com participações de grandes nomes do cenário musical, pessoas de relevância na vida e carreira de Bethânia, como o irmão Caetano Veloso e Chico Buarque.

O Cine Cultura é uma unidade da Secretaria de Cultura de Goiás, e funciona no prédio do Centro Cultural Marietta Telles Machado, na Praça Cívica, Centro. O ingresso do cinema custa R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia). Pessoas acima de 60 anos têm acesso livre. Todas as segundas-feiras têm preço promocional de R$ 4. Apenas dinheiro. A coordenação da sala pede gentilmente que os cinéfilos facilitem o troco, ajudando assim o fluxo da bilheteria.

Confira abaixo as sessões da sala de 04 a 10 de abril:

15h (exceto sábado 06/04): Diários de Classe (2019, Brasil, documentário, 72 min, 12 anos, dir: Maria Carolina da Silva e Igor Souza)

16h30 (todos os dias): Ama-San (2019, Portugal/Japão, documentário, 112 min, livre, dir: Claudia Varejão)

18h45 (todos os dias): Fevereiros (2019, Brasil, documentário, 73 min, livre, dir: Marcio Debellian)

20h15 (todos os dias): Alaska (2019, Brasil, drama, 72 min, 14 anos, dir: Pedro Novaes)