• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
1.jpeg
Buscar
  • TV PONTUAL

Ceasa-GO registra movimentação financeira superior a R$ 2 bilhões em 2018


O entreposto teve um grande avanço na comercialização de hortifrutigranjeiros em 2018, cerca 950 mil toneladas de alimentos foram comercializados


A Centrais de Abastecimento de Goiás (Ceasa-GO) teve um grande avanço na comercialização de hortifrutigranjeiros em 2018. Segundo relatório do departamento da Divisão Técnica do entreposto, foram comercializados cerca de 950 mil toneladas de hortifrútis no ano passado, com uma movimentação financeira superior a R$ 2 bilhões.

A participação do Estado de Goiás na oferta dos produtos dentro da Ceasa-GO em 2018 alcançou uma posição significativa em comparação aos anos 2016 e 2017: aproximadamente 513 toneladas de alimentos, com uma porcentagem 6,97% maior no comparativo aos anos anteriores.

De acordo com gerente Josué Lopes, da Divisão Técnica, Goiás tem alta vocação agrícola, o que contribui para uma participação de 53% no mercado de hortifrútis no Brasil. “A Ceasa-GO é uma grande fornecedora em quantidade de produtos comercializados na Região Centro-norte do Brasil. Apesar de ser a 5° maior no ranking atualmente entre outras centrais, ainda assim, tem uma movimentação de destaque, já que se mantêm evoluindo a cada ano. Em 2017 os índices foram baixos, e no ano de 2018 conseguimos recuperar as porcentagens”, afirma o gerente.

O município de Goianápolis foi o que mais ofertou produtos para a Ceasa-GO no ano passado, com um total 64.418 toneladas, 12,55% da oferta, com destaque para a produção do tomate, repolho, cenoura, pepino e outros.

O município de Cristalina vem em seguida, com 56.416 toneladas comercializadas, 10,99% da oferta. Já o município de Leopoldo de Bulhões ocupou o terceiro lugar na oferta, com suas 48.231 toneladas representando 9,40% da oferta.


Produtos com destaque

O tomate é o primeiro alimento no ranking da comercialização com 106.894 toneladas ofertadas, o que representou 11,40% da somatória de todos os produtos. A participação do Estado na oferta do tomate foi de 80%. Os municípios goianos que mais ofereceram o produto foram Goianápolis, Leopoldo de Bulhões, Anápolis, Corumbá de Goiás, Pirenópolis, Ouro Verde de Goiás, Nerópolis e Bonfinópolis.

O segundo produto mais comercializado foi a batatinha, com 104.454 toneladas, que representaram 11,14% da oferta geral de todos os produtos. O Estado de Goiás ofertou 34,42%, com destaque para os municípios de Cristalina, Santa Cruz de Goiás e Niquelândia.

A laranja está em terceiro lugar, com 61.844 toneladas comercializadas. O produto representou 6,60% da oferta total. O Estado teve uma participação de 34,04% da oferta, com destaque para os municípios de Itaberaí, Hidrolândia, Inhumas, Anápolis, Trindade e Piracanjuba.