• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
1.jpeg
Buscar
  • TV PONTUAL

Goiás envia equipamentos para auxiliar vítimas do ciclone em Moçambique



O Governo de Goiás e a Secretaria de Segurança Pública atenderam, mais uma vez, um pedido de socorro e enviaram dois botes infláveis de salvamento a Moçambique, na África. O País foi devastado após a passagem do ciclone Idai, em março, que deixou mais 600 mortos e afetou 1,85 milhão de pessoas na região. O equipamento do Corpo de Bombeiros goiano tem auxiliado o trabalho de 40 militares da Força Nacional brasileira, que estão dando apoio às ações de busca, salvamento e resgate.

O comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO), coronel Dewislon Adelino Mateus, explica que a iniciativa fortalece o trabalho dos profissionais brasileiros. “Estamos à disposição para auxiliar neste trabalho, pois sabemos que os goianos também se solidarizam com a população e o governo moçambicano”, disse. No sábado (27/04), outro ciclone, o Kenneth, atingiu Moçambique e provocou mortes, destruiu casas e deixou pessoas desabrigadas na província de Cabo Delgado.

“Como o País ainda não se recuperou dos dois ciclones, os equipamentos fornecidos por Goiás têm sido fundamentais nas ações de salvamento e resgate em Moçambique”, explica o tenente-coronel Fernando Caramaschi, assessor de comunicação do CBMGO. “Os botes são importantes, sobretudo, no trabalho em águas rápidas”, salienta.

O tenente-coronel Caramaschi ainda ressalta que os Bombeiros de Goiás estão sempre prontos para ajudar. “Esse apoio é fundamental, uma vez que todo mundo se sensibiliza com essa situação, e apoiar e auxiliar os familiares em uma tragédia dessas é uma satisfação imensa”, avalia.

Apoio recorrente

Essa não é a primeira vez que os Bombeiros de Goiás são requisitados em situações de desastre. Em Brumadinho, Minas Gerais, onde ocorreu o rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão em 25 de janeiro, os profissionais goianos foram solicitados e atuaram em três ocasiões. “O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais agradeceu imensamente a nossa equipe, porque nossos cães são reconhecidos internacionalmente e acharam vários corpos”, conta o tenente-coronel Caramaschi.

O governador Ronaldo Caiado também já ressaltou o trabalho de excelência desenvolvido pelos profissionais goianos que traz orgulho para o Estado de Goiás. “Quando acontece um acidente como aquele [rompimento da barragem de Brumadinho], qual é a primeira equipe que chega para dar suporte? Os bombeiros militares de Goiás. Foi matéria no Brasil todo. E não parou por aí. O governo de Minas Gerais solicitou mais duas novas idas do Corpo de Bombeiros à região de Brumadinho. Eles foram reconhecidos nacionalmente”, disse.