PONTUAL_NOTÍCIAS
LOGO_MARCA_GOIÁS_1
1
3
LOGO
1
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Presidente da AGR depõe na CPI da Enel Goiás



O presidente da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR), Eurípedes Barsanulfo da Fonseca, disse nesta terça-feira, dia 7, na CPI da Enel Goiás, da Assembleia Legislativa, que o governo Ronaldo Caiado não dará trégua a empresa, em questões como a fiscalização dos serviços de distribuição de energia elétrica, até que ela passe a prestar um serviço de qualidade aos goianos.

Ele citou as ações desenvolvidas pela AGR que já realizou 297 fiscalizações na Enel Goiás que resultaram em 147 termos de notificações e 147 notas técnicas, gerando 66 autos de infrações com aplicação de penalidades de multa no valor de R$ 166,86 milhões.

Barsanulfo disse que, apenas nos quatro primeiros meses deste ano, o número de reclamações quanto aos serviços prestados pela Enel Distribuidora de Energia em Goiás somam mais de 4.750, mais da metade da quantidade registrada durante todo o ano de 2018 (8.245).

A CPI da Enel da Assembleia Legislativa é presidida pelo deputado Henrique Arantes. Na reunião desta terça-feira estiveram presentes os deputados Cairo Salim, Antônio Gomide, Diego Sorgatto, Talles Barreto, Alysson Lima e Chico KGL.

Os deputados foram unânimes em afirmar que a Enel Goiás é uma péssima empresa distribuidora de energia elétrica e que ela está comprometendo o desenvolvimento de Goiás ao não prestar um serviço de qualidade, sobretudo, no meio rural e em pequenas comunidades.

O deputado Chico KGL chegou a propor que o Governo procure meios jurídicos para anular o contrato com a Enel Goiás, por falta de cumprimento de contrato por parte da empresa, sob pena da população goiana continuar sofrendo com os constantes cortes de fornecimento de energia elétrica.