• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
1.jpeg
Buscar
  • TV PONTUAL

Governo de Goiás assina convênio com Santa Casa de Catalão


Ao todo serão repassados 800 mil reais mensais à Instituição, totalizando 9,6 milhões de reais por ano


O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), assinou na tarde da última segunda-feira, dia 20, convênio com a Santa Casa de Misericórdia de Catalão no valor de R$ 9,6 milhões pelo período de um ano. O governador Ronaldo Caiado foi representando pelo secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino. A assinatura contou com a presença do prefeito da cidade, Adib Elias Júnior, do secretário municipal de saúde, Velomar Gonçalves Rios, do deputado federal José Nelto e do provedor da Santa Casa, Agnaldo Gonçalves.

Com o convênio será possível incrementar o modelo de assistência à saúde regionalizada, um dos pilares da atual gestão da SES-GO, e atender uma população de aproximadamente 1,4 milhão de pessoas da macrorregião Sudeste de Goiás. O acordo prevê, além de repasses mensais de R$ 800 mil reais à Santa Casa de Catalão, para que a unidade oferte atendimento de urgência e emergência, cirurgias eletivas, internação, inclusive em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e também que a regulação dos serviços seja feita pelo Estado.

Ismael Alexandrino relembrou que, antes mesmo de assumir a gestão da SES-GO, visitou Catalão, a pedido do prefeito Adib Elias, para conhecer as unidades de saúde do município, inclusive a Santa Casa. O secretário ressaltou, mais uma vez, a importância de um sistema de saúde em que as instituições, independente do regime jurídico, interajam entre si. "O paciente quando precisa de um atendimento não quer saber se o hospital é municipal, estadual, federal, filantrópico ou privado. Ele que ser atendido e a nossa Constituição garante a ele esse direito", defendeu o titular da Secretaria de Saúde de Goiás.

O secretário lembrou das dificuldades que as Santas Casas enfrentam em todo o país, já que apesar do regime jurídico privado, as unidades possuem faturamento do Sistema Único de Saúde (SUS), cuja tabela de repasses não sofre reajuste há anos. Diante desse cenário, Ismael reforçou a necessidade de o Estado entrar com a complementação dos valores para funcionamento da Instituição. Ele também ressaltou que o Governo de Goiás tem realizado, rigorosamente, os repasses ordinários às 246 cidades goianas mês a mês, já que existem atrasos de 13 meses deixados pela gestão anterior. "Se o município está bem, o Estado também está bem", completou Alexandrino.

O prefeito de Catalão, Adib Elias Júnior, agradeceu o secretário Ismael Alexandrino pelo convênio, afirmando que a Santa Casa será referência em ortopedia. “Para que possamos evitar ao máximo a 'reboqueterapia', que é colocar o paciente em ambulância para levar para Goiânia. Isso é saúde com respeito, para trazer felicidade a nossa gente”, discursou.

Já secretário municipal de saúde, Velomar Gonçalves Rios, destacou o empenho do titular da SES-GO à frente da pasta, pois mesmo iniciando uma gestão com déficit orçamentário, tem empenhado esforços para levar investimentos à saúde dos municípios do interior do Estado.

Para o deputado federal José Nelto será possível reforçar a rede de atendimento de, pelo menos, 11 municípios vizinhos a Catalão. “Esse convênio jamais existiria sem uma união do município e o Estado, que vai beneficiar a população do interior de Goiás com atendimento de qualidade”, disse.

Já o provedor da Santa Casa de Misericórdia de Catalão, Agnaldo Mesquita, comemorou a assinatura do convênio que, segundo ele, é fundamental para manter o funcionamento do hospital. “Quero agradecer o secretário Alexandrino que visitou nosso hospital e se comprometeu a nos ajudar financeiramente, iniciando uma nova fase para a saúde da Santa Casa, que está se especializando em tratar a média complexidade”, ressaltou.

Na unidade, o serviço de Urgência já está funcionando por meio de um Pronto Socorro e o atendimento gradativo poderá atender quase 1,5 milhão de pessoas de toda a região. “Vamos qualificar nossos profissionais para que isso se torne uma realidade”, disse Agnaldo Mesquita ao se colocar a disposição da saúde estadual para promover uma saúde de qualidade para a região Estrada de Ferro, colaborando assim para o processo de regionalização da saúde, proposto por Alexandrino.

A região Estrada de Ferro integra a Macrorregional Sudeste e é composta por 18 municípios.

Mais informações: (62) 3201-3784 / 3201-3816 / 3201-3811