PONTUAL_NOTÍCIAS
LOGO_MARCA_GOIÁS_1
1
3
LOGO
1
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Em encontro com líderes da Assembleia de Deus, Caiado destaca a importância do bispo Manoel Ferreira


Governador falou de sua gratidão pelo incentivo que sempre recebeu do religioso, parceiro de parlamento, e ainda que não teria chegado ao governo do Estado sem este apoio

O governador Ronaldo Caiado recebeu na noite desta sexta-feira (31/05) o bispo primaz e presidente vitalício da Convenção Nacional das Assembleias de Deus Ministério Madureira (Conamad), Manoel Madureira. Ele estava acompanhado das principais lideranças da igreja que estão em Goiânia para a 46º Assembleia Geral Extraordinária. Inclusive, foi para participar deste evento o presidente Jair Bolsonaro visitou Goiânia nesta semana. O governador e o bispo são amigos de longa data e estiveram juntos na Câmara Federal. No encontro que ocorreu no Palácio das Esmeraldas, Caiado destacou ter muita gratidão ao bispo pelo incentivo que recebeu durante várias campanhas. “A pessoa que não tem gratidão, não tem caráter, não tem reconhecimento a quem estendeu a mão nas horas difíceis. E o bispo Manoel Ferreira estará eternamente em minha vida. É uma pessoa muito especial. Acredito que faço parte da sua família”, afirmou. Ronaldo Caiado enfatizou que Manoel Ferreira foi fundamental em toda a sua trajetória política. “Se não fosse o bispo Manoel Ferreira, de ter ali me apoiado, me motivado para ser candidato ao Senado Federal, provavelmente eu não teria chegado à condição de governador do Estado de Goiás”, reconheceu o governador. E recordou do dia em que foi chamado pelo bispo para uma conversa.

Havia muito tempo que não se viam e no encontro recebeu o ultimato: “deveria se candidatar a senador”. “Eu disse: ‘mas bispo, como é que vou ser senador, não tenho coligação, meu partido é pequeno’. Ele retrucou ‘Você já é o senador’. E saiu andando comigo pelo Estado inteiro. Em cada local que chegávamos, ele mandava reunir 40 cidades em torno, fazia o discurso e falava: ‘não sei quem vai ser governador, mas meu senador é esse aqui. Vocês, votem nele”, contou Caiado. O bispo Manoel Ferreira também falou com carinho da caminhada que percorreu com Caiado e lembrou que os dois foram muitos parceiros na Câmara Federal. “É difícil amigo falar de amigo. Para mim o governador Ronaldo Caiado é uma das referências que tenho como homem público, como amigo. É uma pessoa sincera e que a gente pode confiar. Agradeço muito a Deus por tê-lo como amigo”, relatou o bispo primaz. No encontro, que teve participação de líderes mundiais da Assembleia de Deus, Caiado e a primeira-dama Gracinha Caiado receberam de Aleksander Purshaga e Elena Purshaga, que são representantes da igreja na Rússia, um livro com a história da criação da Assembleia de Deus no país. Contaram que foi marcado por um período complicado de violência e intolerância, com a destruição de templos da igreja na década de 1990. Também participaram do encontro o senador Luiz do Carmo, os deputados estaduais Rafael Gouveia e Henrique César, além dos bispos Samuel Ferreira, Abner Ferreira, Daniel Malafaia, Oídes José do Carmo, Dilmo dos Santos, Abinar Vargas e o pastor Adilson Silva.