• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

A pressa de Guido e Dilma para comprar o MDB do Senado

Por Renan Ramalho / Brasil 27.06.19 16:32

O Antagonista


Em depoimento à Polícia Federal no último dia 30 de maio, Antonio Palocci disse que Guido Mantega pediu a ele pressa no pagamento de ao menos R$ 30 milhões que seriam distribuídos a senadores do MDB para que apoiassem Dilma Rousseff em 2014.


O dinheiro era mantido numa conta nos Estados Unidos em nome de Joesley Batista e Palocci era um dos autorizados a usá-la para pagamentos de propina.



Palocci contou que Joesley Batista estranhou o pedido de Mantega e teria procurado Dilma para confirmar se o pagamento deveria ser realizado. “Joesley relatou ao depoente [Palocci] que a presidente Dilma disse a seguinte frase: ‘É para fazer'”.


O depoimento foi prestado dentro de inquérito que apura pagamentos da JBS a Renan Calheiros, Valdir Raupp, Jader Barbalho, Eunício Oliveira e Eduardo Braga, para evitar que apoiassem Aécio Neves na disputa presidencial.