• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Advogado de Aruanã é preso indicado por receptação e estelionato

A Polícia Civil, por meio da autoridade policial da Delegacia de Aruanã, indiciou, nessa quinta-feira (29), o advogado Adelúcio Lima Melo pelos crimes de receptação e estelionato. A investigação apurou que ele recebe motores de popa roubados/furtados como honorários advocatícios de clientes que defende, e depois revende esses objetos.


Fonte: Polícia Civil


No dia 8 de agosto último, foi cumprido mandado de busca e apreensão na residência do indiciado, sendo encontrado em seu poder um motor de popa e uma canoa, sendo esta produto de roubo ocorrido em Goiânia. Já o motor foi adquirido por meio fraudulento, tendo em vista que havia recebido como pagamento de honorários advocatícios, porém sem a permissão da vítima, que era seu cliente.


Adelúcio Lima foi preso em flagrante, nesse mesmo dia, por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido. Ele estava na posse de um revólver calibre .38 municiado em seu escritório de advocacia.


O advogado também havia vendido outro motor de popa para uma segunda vítima, sendo que após investigação, apurou-se que se tratava do motor roubado juntamente com a canoa já mencionada. Adelúcio, que milita na área penal, é investigado por vários crimes, dentre eles como sendo mandante de três homicídios, sendo um deles tentado, contra outro advogado, Hans Brasiel da Silva Chaves. A arma apreendida em seu poder é pode ter sido usada em alguns desses crimes.


Outro crime em que figura como autor, sendo até denunciado pelo Ministério Público, é o de corrupção ativa de testemunhas no curso de processo ou inquérito. Se condenado pelos crimes de receptação, estelionato e posse ilegal de arma de fogo, além dos outros crimes, pode pegar até 12 anos de prisão, bem como ter sua OAB cassada.