• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Fazendeiro de MT que aparece em vídeo é identificado pela polícia, que também procura outras pessoas

Polícia encontrou a fazenda e a caminhonete que aparece no vídeo. Imagem mostra moradores comemorando morte de três onças-pintadas em Cocalinho.


Por G1 MT

14/11/2019


O dono da fazenda onde supostamente foi realizada a matança de três onças-pintadas, no município de Cocalinho, a 765 km de Cuiabá, na região do médio Araguaia, já foi identificado pela Polícia Civil.


Os policiais localizaram a propriedade rural nessa quarta-feira (13) depois que as imagens dos animais mortos foram divulgadas em diferentes redes sociais na internet. (Veja o vídeo abaixo).

Polícia Civil de Mato Grosso encontrou fazenda onde onças-pintadas teriam sido filmadas mortas em caminhonete — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Divulgação



A propriedade rural é de difícil acesso e fica a aproximadamente 150 quilômetros da região central de Cocalinho.


No local, a equipe da Polícia Civil encontrou a caminhonete que aparece no vídeo, confirmando se tratar da propriedade onde ocorreu o crime ambiental.


No entanto, nem o proprietário da fazenda ou as três pessoas que apareceram nas filmagenas foram encontrados pelos policiais.


Um dos suspeitos é conhecido pelo apelido de 'Carrapicho'.


“Foi encontrada a caminhonete e os policiais encontraram as características do imóvel que comprovam que aquele vídeo foi feito no local. O proprietário da fazenda foi identificado, os suspeitos não foram encontrados, mas são procurados”, disse o delegado Valmon Pereira da Silva.

Polícia encontrou caminhonete onde as três onças-pintadas foram filmadas mortas em Cocalinho — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria


Os policiais foram recebidos por um caseiro que chegou a fazenda há cerca de quatro dias, a pedido do proprietário que alegou que o imóvel estava vazio. Questionado, o funcionário disse que ficou sabendo do vídeo em que as onças aparecem mortas somente depois que chegou à propriedade.


O crime ambiental ocorreu há mais de cinco dias, antes do novo caseiro ser chamado para trabalhar na propriedade.


A Polícia Civil continua as diligências em buscas dos suspeitos da morte dos animais, que responderão por crime ambiental contra a fauna, previsto no artigo 29 da lei 9605/98.


Após confecção de relatório, a documentação será encaminhada para os órgãos ambientais, com objetivo de apurar o crime ambiental por parte dos suspeitos e também do proprietário, assim como a adoção de medidas administrativas cabíveis.


Vídeo


O vídeo que circula nas redes sociais é feito por uma mulher. Ela mostra os animais abatidos e ainda parabeniza o suspeito, identificado apenas pelo apelido de "Carrapicho".

O homem afirma que as onças estavam numa árvore e diz que duas delas são filhotes e a outra seria a mãe.


Veja vídeo: