PONTUAL_NOTÍCIAS
LOGO_MARCA_GOIÁS_1
1
1
PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTALINA
4
2
ECOPLAST 2
LOGO
3
LOGO
3
1
18
ODONTOMEDY
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Goiás identificou o que deveria ser feito na hora certa, sem deixar nada passar de tempo, diz Caiado

Atualizado: Set 9

Governador avalia medidas adotadas no enfrentamento à crise e destaca Estado como primeiro lugar no Brasil hoje em ofertas de empregos e abertura de empresas. “Estamos crescendo”, pontua após balanço das últimas ações nos setores de educação, saúde e economia. Sobre combate à Covid-19, alerta para feriado de 7 de setembro: “Que possamos ter a responsabilidade de proteger a nós e aos outros”


Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás


"Goiás identificou o que deveria ser feito na hora certa, sem deixar nada passar de tempo", disse o governador Ronaldo Caiado durante live transmitida em suas redes sociais, no início da noite desta sexta-feira (04/09). Ele fez uma avaliação das medidas adotadas no enfrentamento à crise e destacou o Estado como primeiro lugar no Brasil hoje em ofertas de empregos e de abertura de empresas. "Estamos crescendo", pontuou após um balanço das últimas ações do governo nos setores de educação, saúde e economia.


Caiado citou o recorde na criação de empresas no Estado, que só em agosto chegou a 2.558 novos registros. O número é o maior para o mês dos últimos quatro anos. “Nunca tivemos isso”, comemorou. Da mesma forma, a geração de empregos foi celebrada pelo governador. “Só a Caoa Montadora, de Anápolis, abriu mais 700 vagas. Vão ser outras duas linhas de carros que serão produzidas”, destacou.


Ao avaliar o atual estágio da pandemia da Covid-19 em Goiás, Caiado fez novos alertas, tendo em vista, especialmente, o feriado de 7 de setembro que se avizinha. "A temporada no Araguaia está suspensa. Para onde vocês forem, não vamos fazer aglomerações. Cada um de nós tem que ter a convicção de proteger a nós e aos outros”.


O governador também pediu à sociedade uma avaliação diante do enfrentamento da Covid-19. "Vamos desfrutar do ambiente familiar, mais restrito. Nós vamos continuar aqui trabalhando para chegar ao final da pandemia com os resultados melhores".


Ronaldo Caiado reforçou que, apesar de ter sido duramente criticado em março, quando decretou a quarentena em todo o Estado de Goiás, a medida foi fundamental para a regionalização da saúde. “Quando estendemos o tempo, passamos a ter a chance real de fazer com que pessoas tivessem hospitais estruturados em várias regiões e fossem atendidas dignamente”. E completou: “se hoje nós temos menores porcentuais de óbito, se temos o goiano sendo atendido em todas as macrorregiões é porque, graças a Deus, tivemos a firmeza de fazer com que tivesse o isolamento no mês de março”, destacou.


Aliado à necessidade de salvar vidas, o Governo de Goiás também se dedicou a resgatar a economia. Para isso, foi criada, de forma pioneira no País, a Secretaria da Retomada, que não custou um centavo a mais aos cofres públicos. “Foi o único Estado que deu um passo adiante. Ou seja, já estamos preocupados, buscando e achando soluções para a crise que vamos superar à frente de outros Estados da federação”, ressaltou o governador.


Com todo esse trabalho, Caiado informou que a expectativa é de que Goiás seja o primeiro Estado a sair da crise econômica e financeira provocada pela pandemia.


Educação

No atual cenário, porém, mesmo ansioso para que os estudantes retornem às escolas e vejam os investimentos feitos pelo Estado na melhoria das unidades, com reformas e ampliações, o governador anunciou que pretende aguardar a disponibilização da vacina contra a Covid-19 para a retomada das aulas. “Será um debate nacional, mas a minha posição é de que as aulas devem só ser anunciadas no momento em que tivermos a vacinação. É indiscutível que vai ter aglomeração”, apontou.


Enquanto isso, os alunos da rede estadual recebem todo o suporte necessário para continuar os estudos mesmo de forma remota, com aulas transmitidas pela TV Brasil Central (TBC), Rádio Brasil Central (TBC) e pela plataforma on-line GoiásNet.


“Quando começar um novo ano letivo, vamos ver as crianças todas uniformizadas, com mochila, tênis, todo mundo igual, para mostrar que a diferença tem que ser no aprendizado. Então, o Estado precisa dar essa igualdade de oportunidade,” destacou sobre investimentos no setor.


Lives com o governador sobre assuntos diversos do Estado continuarão a ser realizadas todas as sextas-feiras. O objetivo é manter o diálogo aberto com a população e prestar contas do trabalho do Poder Executivo.