PONTUAL_NOTÍCIAS
Logo Goiás
1
344-x-213px-3
3
COVID-19/6
LOGO
1
929x176.gif
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
WhatsApp Image 2021-02-22 at 11.02.59.jp
Buscar
  • TV PONTUAL

Governo de Goiás aperta o cerco contra saída ilegal de gado em Goiás

Três carretas com bovinos sem nota fiscal foram autuadas pelo Fisco estadual na região de Itumbiara. A ação faz parte do trabalho que vem sendo realizado com o objetivo de combater a sonegação fiscal e a concorrência desleal. A ação contou também com apoio do BPMFaz e de fiscais da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa)


Fonte: Economia– GO


Conforme apurado, a mercadoria foi avaliada em R$ 575.665,25 (base de cálculo). Sendo R$ 69.079,83 em ICMS devido, além da multa de R$ 27.631,93.


O Governo de Goiás vem potencializado as ações para coibir a prática ilegal de saída de gado do estado e assim dando o recado para quem sonega imposto e pratica crime contra a ordem tributária. Em operação realizada na madrugada desta quinta-feira, 25/2, pelo Comando Volante da Delegacia Regional de Fiscalização (DRF) de Itumbiara, da Secretaria da Economia, o Fisco estadual flagrou três carretas conduzindo 195 cabeças de gado bovino em situação irregular.

De acordo com o delegado de fiscalização, José Fernando Costa, os auditores fiscais constataram que em um dos veículos a carga estava sem nota fiscal e no outro, a documentação era inidônea ou seja, com destino ao município vizinho de Morrinhos (GO). Os carregamentos eram originários de Itumbiara com destino a Minas Gerais. A ação contou também com apoio do BPMFaz e de fiscais da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa).

Conforme apurado, a mercadoria foi avaliada em R$ 575.665,25 (base de cálculo). Sendo R$ 69.079,83 em ICMS devido, além da multa de R$ 27.631,93. “Os nossos auditores estão atuando de forma sistemática em operações como esta, no sentido evitar a sonegação fiscal de mercadorias em trânsito”, assinala Fernando.