• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
1.jpeg
Buscar
  • TV PONTUAL

Inquérito é instaurado para apurar abuso sexual cometido por Vereador em Montividiu-GO

Informa Comunicação e Notícias


Um vereador de Montividiu, cidade que fica a 49 km de Rio Verde, está sendo investigado suspeito de ter cometido assédio sexual contra uma servidora pública. Um inquérito foi instaurado para apurar o crime de estupro, supostamente cometido pelo vereador Antonio Carlos Miranda da Silva (Antonio Carlos da Cassol) PTC - eleito em 2016 com 218 votos, contra uma servidora. Segundo informações, a servidora entregou várias provas que instruem o procedimento do Termo Circunstanciado de Ocorrência (T.C.O.) registrado pela Polícia Civil.


O vereador Antonio Carlos apresentou uma outra versão de que a servidora estaria se baseando em imagens e vídeos extraídos de seu celular para extorquir dinheiro do acusado. Um T.C.O. também foi registrado contra a esposa do vereador, Vanusa Silva, que teria cometido crime de lesão corporal contra a servidora. Para o delegado responsável pelo caso, de acordo com as provas apresentadas, ficou claro a prática do crime de Assédio Sexual e fundamentada a necessidade de instauração de inquérito policial no sentido de apurar sobre o crime de Estupro.


A pena para o crime de assédio pode chegar a dois anos. Já o crime de estupro, a pena pode chegar a 10 anos. O OLHA GOIÁS entrou em contato com a Câmara Municipal de Montividiu, que através da assessoria jurídica disse que o caso foi encaminhado à comissão processante e que só irão se manifestar sobre o assunto após os esclarecimentos dos fatos. Fonte: olha Goiás