• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
1.jpeg
Buscar
  • TV PONTUAL

Japão se esforça para lidar com apagão após a passagem do tufão Faxai

Quase meio milhão de lares ficaram sem energia na quarta-feira de manhã, depois que o tufão atingiu a região de Tóquio e regiões próximas.


FONTE: AL JAZEERA E AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

5 horas atrás


O Japão está lutando para restaurar a energia após o tufão Faxai [Jiji Press / AFP]

A companhia japonesa Tokyo Electric Power (Tepco) está lutando para restaurar a energia elétrica para quase meio milhão de residências após apagões causados ​​pelo tufão Faxai, enquanto pelo menos duas pessoas morreram de insolação por falta de eletricidade, informaram a mídia nesta quarta-feira.


O tufão Faxai atingiu a capital e as regiões vizinhas com ventos destrutivos de até 216 km / h nas primeiras horas da segunda-feira de manhã, causando o caos no transporte. A t menos três pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas na tempestade.


A emissora nacional NHK disse que outras duas pessoas na província de Chiba, a leste de Tóquio, morreram de insolação porque não havia energia para ligar o ar condicionado quando as temperaturas começaram a subir após o tufão.


A Tepco, maior fornecedora de energia do Japão, disse que pode não ser capaz de restaurar a energia de todas as famílias na quarta-feira, disse a Kyodo News, citando a empresa.


"Como resultado do trabalho de restauração, o número de famílias sem energia elétrica se torna aproximadamente 456.100 a partir das 10:00 (01:00 GMT)", disse Tepco em um post no Twitter.


"Continuaremos fazendo todos os esforços para restaurar a energia o mais rápido possível".


O tufão também afetou o sistema ferroviário do país, com 2,7 milhões de passageiros no JR East de Tóquio afetados por cancelamentos e atrasos na segunda-feira.


Segundo o Japan Times, alguns dos serviços de trem não foram retomados até terça-feira e cerca de 13.000 pessoas ficaram presas no aeroporto internacional da capital japonesa, Narita.


Mais de 100 vôos também foram cancelados na segunda-feira, quando o tufão atingiu Tóquio e suas prefeituras.


Estima-se que duas dúzias de tufões atingem o Japão todos os anos, de acordo com a Agência Meteorológica do Japão.


Em 2018, o  tufão Jebi , o tufão mais forte em 25 anos, atingiu o sul da ilha de Shikoku, com força comparável ao tufão Faxai.

Mais de 13.000 pessoas que chegaram ao aeroporto de Narita na terça-feira ficaram isoladas depois que as operações de trem foram suspensas [Kyodo / Reuters]