PONTUAL_NOTÍCIAS
LOGO_MARCA_GOIÁS_1
1
3
LOGO
1
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Lincoln Tejota aponta que transformação no modelo de gestão irá recuperar a competitividade em Goiás

Fruto da gestão anterior, Goiás perdeu postos em 2018 em ranking nacional, e ações tomadas pelo governador Ronaldo Caiado já estão alavancando áreas que puxaram o Estado para baixo, como inovação, infraestrutura e Solidez Fiscal


Por: Assessoria de Comunicação do Governo do Estado de Goiás


Nos últimos três anos, Goiás amargou quedas significativas no Ranking de Competitividade dos Estados, puxadas por desempenhos pífios em áreas como inovação, infraestrutura e solidez fiscal, três dos 10 pilares temáticos considerados fundamentais na construção do levantamento, que, no total, leva em conta mais de 60 critérios. Analisando o quadro geral, Goiás está em 13º lugar, três posições abaixo do relatório de 2017, demonstrando que no ano passado, os resultados negativos se intensificaram.


Nesta sexta-feira (18/10), o vice-governador Lincoln Tejota acompanhou, em São Paulo, a apresentação dos dados relativos a 2018. O ranking é elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP). Tejota considera que a queda é a constatação da situação encontrada no Estado pela atual gestão, mas acredita na plena recuperação do potencial competitivo goiano. “Tenho convicção de que, com base nas medidas que estamos tomando, com foco na gestão eficiente e nas necessidades da população, voltaremos a ocupar lugar de mais destaque nesse ranking. Sob a liderança do governador Ronaldo Caiado, temos garra para trabalhar por um Goiás de resultados”, salientou.


Além de possuir atividades econômicas que se destacam nacional e internacionalmente, como a agropecuária e a mineração, o vice-governador ressaltou as medidas administrativas que estão sendo tomadas pelo governador Ronaldo Caiado para colocar novamente Goiás no mapa do desenvolvimento, objetivo central da gestão. Essas deliberações já têm surtido efeito, como o aumento do número de empregos. Somente em setembro deste ano, foram registrados mais de 4.700 novos postos de trabalho, melhor resultado obtido desde 2013.


Goiás de Resultados


Outra ferramenta que contribuirá para a expansão do potencial goiano é o programa Goiás de Resultados, apresentado no evento a representantes de todo o País. “O Goiás de Resultados prevê a formação e o treinamento de líderes de resultados. Por meio deles, a ação governamental é sinérgica e integrada, com resultados únicos e que geram impacto para todas as áreas da administração pública. Eficiência, economicidade e entrega de resultados para a população são o foco do programa. Ao transformar e implantar esse modelo de gerenciamento, estabelecemos que as políticas públicas devem ultrapassar a nossa gestão e que o bem-estar do cidadão é o nosso produto final”, declarou.


A análise do CLP ainda destacou fatores importantes que colocam Goiás em evidência, como a força de trabalho que cresce acima da média do país, os investimentos programados para a indústria e as melhorias na logística de escoamento da produção agropecuária.


Durante o discurso, Lincoln Tejota destacou que é importante compreender que o ranking não gera uma competição entre os estados, mas um estímulo ao melhor desempenho. “Iniciativas como esta são importantes e devem ser valorizadas porque promovem melhorias para o cidadão. A ideia é proporcionar um cenário favorável ao desenvolvimento econômico do País no mercado externo e, ao mesmo tempo, aprimorar a prestação de serviços e a gestão dos recursos públicos, oferecendo mais qualidade e eficiência à população. Somos todos Brasil! Somos todos Goiás”, finalizou.