• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

SES-GO convida goianos a se tornarem doadores fidelizados

Comunicação Setorial SES


Doadores fidelizados ou de repetição são responsáveis pela metade das doações de sangue feitas ao Hemocentro Coordenador Estadual de Goiás Dr. Nion Albernaz. No mês de abril desse ano, foram coletadas 1.654 bolsas pela unidade da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), sendo que, por volta de 800 doações foram de voluntários de repetição.


“Os doadores de repetição são fundamentais para a manutenção dos nossos estoques e assistência às pessoas que precisam dos componentes do sangue. É um gesto nobre que ajuda a salvar vidas, por isso convidamos os goianos a se tornarem fidelizados”, afirma a coordenadora de captação do Hemocentro, Kamilla Alvis Leles.


Para se tornar doador fidelizado é necessário realizar doações com frequência, sendo quatro doações por ano para os homens e três doações por ano para mulheres. “A doação é um gesto humanitário de solidariedade e amor ao próximo, uma única doação de sangue dura poucos minutos e é suficiente para salvar várias vidas”, explica Kamilla.


O sangue doado no Hemocentro é distribuído para toda rede pública do estado de Goiás, em um total de mais de 150 estabelecimentos. A unidade fica localizada na Av. Anhanguera, 5.195 – S. Oeste. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3201-4585.


Voluntários


A técnica de enfermagem Ângela Alves, de 38 anos, tornou-se uma doadora fidelizada há 15 anos. Ela conta que se comoveu com a situação de crianças que fazem tratamento no Hospital Araújo Jorge (HAJ) e que dependem da doação de sangue. “Quando fiz estágio de pediatria, fiquei sensibilizada com as crianças que dependem dos doadores. Ajudar é o mínimo que podemos fazer, não custa nada e também gostaria que me socorressem caso um dia eu precise de doação. É o mínimo que podemos fazer”, afirma.


André Luiz Paulino, de 25 anos, doa sangue há um ano e quatro meses. Ele conta que a possibilidade de salvar vidas foi sua motivação para se tornar um doador de repetição. “Nunca precisei de doação, mas penso naquelas pessoas que dependem desse gesto de solidariedade para viver. É muito importante pensar nos outros”, diz.


 Condições para doar sangue


• Estar em boas condições de saúde

• Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, precisam de autorização)

• Pesar no mínimo 50 kg

• Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas)

• Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação)

• Apresentar documento com foto emitido por órgão oficial


 Quem não pode doar 


• Pessoas com malária ou sífilis

• Pessoas que tiveram hepatite ou doença de Chagas

• Usuários de drogas que compartilham seringas injetáveis

• Homens e mulheres com múltiplos (as) parceiros (as) e que mantenham relações sexuais sem o uso de preservativo (camisinha)

• Parceiros sexuais de pessoas infectadas pelo HIV ou enfermos soropositivos

• Pessoas com histórias prévias, recentes de infecções sexualmente transmissíveis

• Mulheres grávidas

 Fotos: Erus Jhenner