• Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Buscar
  • TV PONTUAL

Vídeo produzido para a exposição de Hal Wildson é selecionado para festival de Brasília

A exposição Casa Colagem está aberta ao público até o dia 20 de junho


A exposição Casa Colagem, do artista visual Hal Wildson, em cartaz desde o dia 27 de março, no Centro Cultural Octo Marques, unidade da Secretaria de Cultura de Goiás, acaba de render frutos. O vídeo Fragmentos de Hal, produzido especialmente para a abertura da mostra, de autoria do VJ Paulinho Pessoa, artista goiano que viaja o mundo com suas incríveis produções, é um dos selecionados para 1ª edição do Brasília Mapping Festival.


O evento será realizado dias 6 e 7 de julho, no Museu Nacional da República, em Brasília, e reunirá diferentes artistas relacionados à cultura digital e uso de projeção mapeada.


O vídeo selecionado foi uma das surpresas preparadas para a exposição Casa Colagem, e foi exibido no dia da abertura da mostra, no Centro Cultural Octo Marques, encantando o público. Gracinha Caiado, presidente de honra da OVG esteve presente e não poupou elogios aos autores da obra.


A concepção do vídeo partiu do encontro entre o VJ Paulinho Pessoa, a produtora e coordenadora do Centro Cultural Octo Marques, Kátia Barreto, e o artista Hal Wildson, para um Brainstorm (chuva de ideias), termo publicitário usado para longas reuniões de criação e concepção de campanhas. A partir daí foram analisadas centenas de imagens das obras do artista visual, para selecionarem as que iriam compor o trabalho, que junto viria uma trilha sonora intuitiva e relacionada com a imagem do que seria transmitido. A edição e a produção do trabalho ficaram então nas mãos de Paulinho Pessoa, que, com maestria, finalizou a obra que agora irá concorrer no festival de Brasília, na categoria Exposições.


Paulinho Pessoa


O VJ, designer gráfico e artista visual. Começou sua carreira há dezoito anos como ator e diretor de arte, passando por várias companhias de teatro e empresas de renome nacional, atuando em espetáculos premiados em festivais nacionais e regionais. Possui formação de Designer Gráfico e VJ com especialização em Video Mapping, esse, pela Academia Internacional de Música Eletrônica – AIMEC, em Porto Alegre.


Como cenógrafo criou cenários para teatro e TV, ganhando prêmios em festivais e mostras, atuou como produtor e locutor para a Rádio Mais FM. No teatro produziu o espetáculo Lendas Indígenas e Afro-brasileiras para Canto e Piano, que utiliza técnicas de animação grafica e de projeção. O espetáculo fez turnê em países como Portugal, Panamá e Brasil.


Na direção de arte para cinema ganhou prêmios e indicações nos principais festivais de cinema do País, como o Festival de Cinema Internacional Vitória, no Espírito Santo, Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro, Festival de Cinema de Fortaleza e FICA – Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental em Goiás.


O festival


Esta é a primeira edição do Festival Brasília Mapping que traz como temática Smart Cities (Cidades Inteligentes). A iniciativa se propõe a discutir e apresentar as possibilidades artísticas para o futuro das cidades dentro de uma estética participativa. O evento é direcionado a artistas e pesquisadores relacionados ao uso de projeção mapeada e cultura digital e irá premiar cinco categorias diferentes: exposição, intervenções urbanas, performances artísticas, plataformas sociais e simpósio.


Em cartaz


A exposição Casa Colagem está aberta ao público até o dia 20, quinta-feira, no Centro Cultural Octo Marques, que funciona no Edifício Parthenon Center, na Rua 4, no Centro, de segunda a sexta-feira, das 9 as 12 e das 14 às 17 horas, com entrada gratuita.